Revelação

Proponho agora uma viagem pouco convencional.

Imagina que começas a encolher e que portanto vês à volta todos os objectos a ficarem enormes. Continuas a tornar-te mais pequeno à medida que os grãos de pó se assemelham a calhaus grotescos, depois vês numa bactéria uma nave futurista e após isso uma célula como uma mega-cidade. Prossegues a metamorfose e começas a ver nos átomos sistemas solares e acima de tudo uma negridão espacial dum vazio aterrador. Por uma descomunal sorte, calhaste em cheio num neutrão e à medida que este cresce começas a destrinçar os quarks. Isto está a ficar monótono? Vamos acelerar um pouco e supor que no segundo seguinte encolheste 1000 vezes mais e de seguida 1010000 vezes. Agora pára e observa. O que vês?

Imagina agora que inicias a viagem de regresso, mas que em vez de parares no tamanho normal embalas para um crescimento brutal. Incorporas o Sol quando este já é demasiado pequeno para o sentires, depois a Via-Láctea vira um grão de pó e então… cresces num segundo 1010000000000000000000000000000000 vezes. O que vês?

Estas duas viagens são realizadas sem te mexeres do lugar. As tuas coordenadas xyz, o teu ponto de massa, não se mexeram um milímetro e passou tanto tempo como o que levaste a ler estas breves linhas. Mas… uauu!!!… que viagem alucinante! Uma viagem na Nova Dimensão. Uma viagem na Dimensão Tamanho.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s