Ode credo

Meu Deus!
Quantas cores eu vejo na vida!
Quanta religião em todos os seres!

Acredito em tudo.
Tenho fé no todo.
Sou um apóstolo de todas as crenças!
Estou num Universo infinito, posso navegar em todas as direcções
E em todo a parte existe Deus
E em todo o lado existem novos caminhos para novos lados de outros deuses
Sou um fanático de todos os caminhos para todos os lados de todos os deuses.

Por aqui! por aí! Por lá! Por Alá! Por Caím!
Venham cá! Vão por mim: o caminho é assim!
Acreditem, eu vi! Falaram comigo milhões de deuses e não percebi nada do que diziam. Mas adorei ouvi-los, venerei-os a todos e concluí que o caminho é…

Para ali!

Tenho a certeza. Agora sim eu sei! O caminho é para… a luz? para a escuridão? p’rá servidão ou p’ró que seduz? O caminho é…

Para ali!

Eheh…
Se não fosse para ali era para além
Mas fiz como deus me mandou.
Qual deles? Elah, p’r’aí já não vou!

Não se reneguem irmãos!
Acreditem irmãos!
Vamos irmãos!
P’r’ali irmãos!

Meus deuses!
Quantas cores eu vejo na vida!

Para quê uma nova dimensão? Parte I

Uma dimensão não existirá se não for usada e se não tiver uma relação matemática com as restantes. As fórmulas físicas que farão o tamanho interagir com as restantes dimensões não consigo eu vislumbrar. Vou explicar no entanto qual é a necessidade de introduzir a dimensão tamanho para descrever correctamente o nosso Universo.

Uma forma visual de perceber esta necessidade, surge com os fractais. Se estivermos a visualizar um destes objectos e o ampliarmos sucessivamente, obtemos a imagem inicial. Ambas as imagens são iguais, no entanto não retratam a mesma realidade. Todas as medições que efectuemos, de distâncias entre pontos da imagem, são semelhantes. Nesse caso torna-se necessário dar a informação, para uma correcta percepção do quadro, de qual o tamanho que estamos a ver, usando uma escala. Podemos ver as mesmas imagens lado a lado, de realidades diferentes do mesmo objecto: só o tamanho muda!

Portanto a dimensão tamanho dá-nos uma escala a que os objectos são observados.