Deposição

Somos eternos nómadas, loucos peregrinos, filhos de Gengis Khan, ciganos, campinos.
Estendemos a tenda onde bate o Sol de Inverno ou debaixo das folhas frescas de Verão.

Vou esculpir nossas estátuas, figurando uma família feliz, e pô-las num remoto recanto pelágico.
Aí viveremos a nossa vida de pessoas estáveis, felizes e unidas, num sossego eterno e imutável.
Assim seremos completos, teremos a duplicidade dos deuses, Brahma e Shiva, ícones e iconoclastas.
Enquanto os nossos corpos se tornam pó e desintegram, saberás sempre que, lá no fundo, somos felizes.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s